Aulas presenciais nas redes estadual e municipal estão suspensas até o fim do ano

Decisão de Indaiatuba não vale para escolas particulares que podem retomar aulas presencias a partir de 5 de outubro desde que seja autorizada pela Vigilância Sanitária

0
67

As aulas presenciais em Indaiatuba não retornam em 2020. Foi publicado hoje na Imprensa Oficial da cidade o Decreto nº 14.064, que prorroga o prazo de suspensão das atividades escolares presenciais nas redes públicas municipais e estadual até 31 de dezembro de 2020.

Pelo decreto as instituições particulares podem optar pelo retorno gradativo das atividades presenciais a partir de 5 de outubro, desde que tenham seus protocolos individuais aprovados pela Diretoria da Vigilância Sanitária.

Todas as medidas devem obedecer de forma integral às condições estabelecidas no Plano São Paulo para enfrentamento da pandemia de Covid-19.

A decisão de não retomar as aulas presenciais em 2020 foi tomada em reunião com a secretária de Educação, Rita de Cássia Trasferetti, a presidente do Sindicato dos Funcionários Públicos de Indaiatuba, Regina Fabiano Miranda, a secretária de Assuntos Municipais da Apeoesp, Jaqueline Francisco.

A prefeitura de Indaiatuba afirma também que os pais de alunos foram consultados através de pesquisa, na qual 70% responderam que não mandariam ou não sabem se mandariam seus filhos para escola.

Rede Municipal

Alunos da rede municipal devem continuar fazendo as atividades escolares do Minha Lição. Todos alunos serão aprovados, e em 2021 será feito o reforço do conteúdo de 2020 para as escolas municipais e estaduais.

Em relação ao ano letivo de 2021 a Secretaria de Indaiatuba afirma que ninguém perderá a vaga. Os alunos que já estão matriculados na rede Municipal serão informados pela unidade escolar para atualizar documentos e endereço, já que a rematrícula e feita pela geolocalização.

Pais interessados em matricular os filhos na Rede Municipal devem aguardar a resolução da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

Deixar um Comentário