Indaiatuba: Prefeitura suspende aulas na redes pública e particular

Avanço da Covid-19 e falta de vagas para internação motivou decisão. Cidade registrou 36 casos positivos de Covid-19 entre profissionais da área da Educação em pouco mais de mês de aulas presenciais; casos em alunos somam 5

0
624

As aulas presenciais nas redes pública e particular em Indaiatuba serão suspensas por conta do agravamento da Covid-19. As escolas devem fechar, inicialmente, entre 15 e 31 de março. A decisão foi anunciada pela administração municipal na manhã desta quinta-feira (11).

“A Prefeitura de Indaiatuba informa que, atendendo orientações do Comitê de Enfrentamento da Covid-19, decidiu pela suspensão das aulas nas redes pública e particular de ensino”.

Segundo informou em nota enviada à Rádio Jornal, as autoridades médicas e sanitárias do Comitê realizam avaliações diárias sobre a evolução da pandemia no município e orientam a Administração Municipal sobre as medidas necessárias de acordo com o cenário apresentado”.

As aulas na rede municipal de forma presencial começaram no último dia 8 de fevereiro. Segundo o último balanço divulgado de casos de Covid-19 na rede de ensino municipal (10.03), os casos positivos entre profissionais somaram 36 em pouco mais de um mês de aulas. A cidade também afirma que foram confirmados cinco casos de Covid-19 positivos em alunos de escolas ou creches. São 30 escolas com casos de Covid-19 somente na rede de ensino do município.  Além disso, são 279 exames negativos entre profissionais que atuam em escolas ou creches do município; 12 profissionais estão com exame agendado e 11 aguardando resultado.

Nesta semana a Prefeitura de Indaiatuba foi obrigada a fechar a Creche Professor Oswaldo Antônio Tuon, no Jardim Alice, por surto da doença. Na unidade três monitoras que atuam em dois períodos foram diagnosticadas com a doença. ( Colaborou Gil Nunes).

Deixar um Comentário