Haoc registra mais duas mortes por Covid-19; confirmação foi divulgada no boletim desta terça-feira (25)

Por Joseane Miranda

Dois pacientes com diagnóstico positivo para COVID-19 foram a óbito na segunda-feira (24) no (Haoc) Hospital Augusto de Oliveira Camargo em Indaiatuba (SP). As mortes foram confirmadas no boletim divulgado na manhã desta terça-feira (25) referente às últimas 24 horas.

Segundo a direção do hospital, os óbitos foram de um homem de 34 anos internado em 22 de julho; e um homem de 70 anos internado em 13 de agosto.

O boletim desta terça-feira também informou que ocorreram ocorreram quatro altas hospitalares, sendo que duas são de pacientes Covid-19 positivo.


Oito novas internações de pacientes com sintomas de síndrome respiratória foram registradas nas últimas 24 horas na unidade que atende pacientes pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e também particulares.



O monitoramento diário de pacientes internados que apresentam sintomas de síndrome respiratória revela que na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Covid do Haoc nesta terça-feira (25) um total de 20 pacientes recebiam tratamento. Na ala da enfermaria Covid estavam internados 28 pacientes. O total de internados na ala especial montada desde o início da pandemia hoje é de 48. Deste total, 29 tem o teste positivo para a doença provocada pelo novo coronavírus.

Cidade confirma morte por Covid-19 de homem de 44 anos

0

Indaiatuba confirma mais uma morte com diagnósticos de Covid-19

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba informa hoje, 07 de maio, o registro de uma morte com diagnóstico positivo para Covid-19 e mais 37 casos confirmados para a doença. O óbito aconteceu no Hospital Santa Ignês, sendo um homem de 44 anos, internado desde o dia 20 de abril, faleceu ontem (6) e não tinha comorbidades relatadas. O número de pessoas moradoras da cidade que perderam a vida nesta pandemia chegou a 514.

Nesta sexta-feira, 7, foram contabilizadas 486 notificações suspeitas (entre hospitais, laboratórios particulares e unidades de saúde) e outros 38 exames negativos.

Desde o início da pandemia, 19.342 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 18.735 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar; 572 casos suspeitos aguardam resultados.
Na data de hoje há 110 internados, dos quais 93 estão confirmados para Covid-19. Do total, 68 estão em leitos clínicos e 42 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos é a seguinte: leitos clínicos – Haoc: 90% e Santa Ignês: 93%.

UTI – Haoc: 79%, Santa Ignês: 95%, *Externa: 100% (Leitos externos contratados pelo município para atendimento SUS).

NÚMERO DE VACINADOS – 1ª DOSE
43.583
NÚMERO DE VACINADOS – 2ª DOSE
23.750


MINHA SAÚDE
Ao apresentar sintomas, o cidadão pode realizar o seu atendimento online, pelo MINHA SAÚDE COVID-19. O paciente responde questionário prévio e com a suspeita, encaminhado para médico de plantão, que realiza o atendimento por vídeo, sem sair da plataforma digital e encaminha para exame em uma Unidade de Saúde.
O link do serviço está no site da Prefeitura www.indaiatuba.sp.gov.br. Para outras dúvidas basta chamar no WhatsApp da Saúde (19) 9 9779-3856.
CUIDADOS
A Secretaria Municipal de Saúde reforça a necessidade de se manter os cuidados diariamente. Ao sair de casa use máscara e álcool em gel. Mantenha distanciamento social e evite aglomerações.
.

Vacinação contra a gripe amplia para idosos a partir de 60 anos e profissionais de educação

0

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Saúde inicia no dia 11 de maio a vacinação contra a Gripe Influenza para pessoas a partir de 60 anos e profissionais de educação. O cadastro no sistema Minha Vacina já está aberto. A vacinação será nas Unidades de Saúde de segunda a sexta-feira das 7h às 16h, para receber o imunizante que protege contra a H1N1, H3N2 e mais um vírus influenza (B/Washington linhagem B/Victória), basta levar o QR Code do cadastro, o documento pessoal e no caso dos profissionais de educação um vínculo empregatício.

A Secretaria de Saúde orienta as pessoas que tomaram a vacina contra Covid-19 devem aguardar 15 dias após a segunda dose para ser imunizado contra a gripe, além disso o cadastro na plataforma Minha Vacina é obrigatório também para esta campanha.

Os indivíduos que fazem parte do primeiro grupo prioritário (crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas de até 45 dias após o parto e profissionais de saúde) que ainda não receberam a vacina contra a influenza ainda podem procurar a Unidade de Saúde mais próxima da residência para ser imunizado.

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba afirma que a vacinação este ano está com uma adesão muito abaixo do esperado e da meta estabelecida para se manter uma boa cobertura vacinal.

“Nós tivemos uma baixa adesão das gestantes, puérperas e crianças, então queremos relembrar a importância de receber a vacina da gripe, pois ela protege contra os vírus mais fortes que podem levar alguma complicação respiratória também e nesse momento de Pandemia temos que nos proteger para não adoecer e precisar utilizar o atendimento médico o máximo possível. Você que está contemplado com a vacina da Gripe não deixe ela para trás, faça a sua parte e se proteja”, salienta Graziela Garcia.

O grupo que deixou de receber as doses ainda podem procurar um posto de saúde para se vacinar.  

A terceira etapa da Campanha de Vacinação contra Gripe tem previsão para 9 de junho a 9 de julho e será para demais grupos prioritários, como: portadores de doenças crônicas, pessoas com deficiência permanente, pessoas de força de segurança e salvamento, forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo e trabalhadores portuários.

Crédito Foto: Eliandro Figueira RIC/PMI

Indaiatuba confirma 6 mortes e chega a 500 óbitos por Covid

Indaiatuba chegou nesta quarta-feira (28.04) a 500 mortes pela covid-19. Segundo os boletins divulgados pela Prefeitura através da Secretaria de Saúde, 41,2% dos óbitos ocorreram em 2021. Foram 294 mortes em 2020 e 206 em 2021.  Março deste ano foi o pior mês em relação a mortes pela Covid-19 com 76 óbitos de moradores.  Neste mês de abril o município já registrou 66 óbitos.

Desde o início da pandemia, 18.824 pessoas contraíram a doença em Indaiatuba. Desses, 18.238 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar.  A cidade ainda tem hoje 70 casos suspeitos aguardando resultados. Somente nesta quarta-feira foram confirmadas outras seis mortes com diagnóstico positivo para covid-19. Outros 121 casos positivos também foram confirmados.

Além disso, foram contabilizadas 426 notificações suspeitas (entre hospitais, laboratórios particulares e unidades de saúde) e outros 306 exames negativos.

Sobre os óbitos:

Três óbitos aconteceram no haoc (hospital augusto de oliveira camargo) hospital referência para atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS)

1 – Feminino, 81 anos, internada no dia 17 de abril, faleceu no dia 27.  Com comorbidade.

2 – Masculino com 63 anos, internado em 22 de abril, faleceu no dia (27). Com comorbidade.

3 – Masculino 50 anos –  internado dia 10 de abril, faleceu no dia (27). Sem comorbidade.

Leito externo Hospital de Arthur Nogueira.

4 – Feminino, 75 anos, internada no dia 6 de abril, foi óbito no dia (27).

Dois outros óbitos que aguardavam a comprovação para covid-19 foram confirmados nesta quarta-feira (28).

5 – Masculino, 62 anos, internado desde o dia 8 de março e faleceu no dia 15 de março. Confirmação nesta quarta-feira (28). Sem comorbidade

6 – Feminino, 66 anos, internada desde o dia 16 de março e óbito em 27 de março. Sem comorbidades. 

Situação dos hospitais

Nesta quarta-feira eram 96 internados, dos quais 86 estão confirmados para covid-19. Do total, 61 estão em leitos clínicos e 35 em uti (unidade de terapia intensiva). A taxa de ocupação dos leitos é a seguinte.

Leitos clínicosHAOC: 88% – Santa Ignês: 53%

UTI – HAOC: 71% – Santa Ignês: 80% – *externa: 50%.

VACINAÇÃO PARA COVID-19

 Número de vacinados – 1ª dose

33.739

Número de vacinados – 2ª dose

22.870

(COLABOROU GIL NUNES).

Morre o vereador Prof. Luiz Carlos da Silva

Luiz Carlos Silva, 56 anos, morreu nesta terça-feira

O vereador e professor Luiz Carlos da Silva, 56 anos, o quinto vereador mais votado nas eleições do ano passado morreu nesta terça-feira (20) em Indaiatuba. Professor Luiz Carlos estava em tratamento contra um câncer.

Ele deixa a esposa, Maria de Lourdes, os filhos Ana Caroline, Helena e Rodolfo, os netos João Victor e Pietro.

Professor Luiz Carlos (MDB) recebeu 2.690 votos nas eleições de 2020 foi fundador e atual diretor geral do Colégio Meta. Luiz Carlos também eram um incentivador do Esporte e investidor do Esporte Clube Primavera com foco na descoberta de novos talentos. Ele também teve atuação importante nos campeonatos amadores da cidade e no trabalho comunitário.

O prefeito de Indaiatuba Nilson Gaspar decretou luto oficial de 3 dias na cidade pela morte do representante do Legislativo.

O primeiro suplente do vereador Prof. Luiz Carlos na Câmara de Vereadores da cidade é Luiz Alberto Pereira (Cebolinha), atual Secretário de Governo, o segundo suplente é o professor Sérgio.  

O corpo de Luiz Carlos será velado no plenário da Câmara, das 10h às 12h, com as restrições e cuidados necessários por conta da pandemia da Covid-19.

Professsor Luiz Carlos candidatou-se a vereador em quatro oportunidades antes de se eleger com 2690 votos, nas eleições de 2020, pelo MDB.

Segundo a Câmara de Vereadores da cidade, na legislatura passada, como suplente, assumiu a cadeira durante a licença do vereador Pepo Lepinsk, atual presidente da Câmara, que ocupou a Secretaria de Habitação.

Nas duas passagens pela Câmara de vereadores, professor Luiz Carlos teve participação efetiva na casa. É autor de 317 proposituras, entre indicações, requerimentos, moções e projetos de lei.

No mais recente deles, o projeto 43/2021, propõe a concessão de atendimento prioritário às pessoas com tratamento oncológico.

Biografia

Natural de Tapiratiba (SP), chegou a Indaiatuba em 1990. Formado em Pedagogia, atuou por 30 anos como professor de história e diretor na rede estadual de educação. Trabalhou ainda como diretor das duas unidades de escola particular Colégio Meta do município.

Ele teve forte atuação comunitária. Morador do Jardim Oliveira Camargo, Luiz Carlos foi presidente da Sociedade Amigos de Bairro, onde intermediou ações relevantes para a comunidade mesmo sem cargo público.

Indaiatuba vacina pessoas de 74 anos a partir desta quinta-feira

A vacinação contra a Covid-19 para pessoas cadastrados no Minha Vacina  com idade a partir de 72 anos será iniciada nesta quinta-feira (18). O anúncio foi feito pela Prefeitura nas redes sociais hoje.

A vacinação será no CET (Centro Esportivo do Trabalhador), das 9h às 18h. 

A escala para vacinação deste grupo ficou assim: ⠀

Quinta-feira (18): 74 anos

Sexta-feira (19): 73 anos

Sábado (20): 72 anos.

A Secretaria da Saúde informou ainda que serão chamados para receber a 2º dose da vacina profissionais de saúde e idosos com mais de 80 anos que já completaram 21 dias da primeira dose.

Segundo a Secretaria da Saúde, as  pessoas estão sendo convocadas por e-mail e devem seguir o dia e horário de convocação para não formar longa fila de espera no local de vacinação.

Indaiatuba: Prefeitura suspende aulas na redes pública e particular

As aulas presenciais nas redes pública e particular em Indaiatuba serão suspensas por conta do agravamento da Covid-19. As escolas devem fechar, inicialmente, entre 15 e 31 de março. A decisão foi anunciada pela administração municipal na manhã desta quinta-feira (11).

“A Prefeitura de Indaiatuba informa que, atendendo orientações do Comitê de Enfrentamento da Covid-19, decidiu pela suspensão das aulas nas redes pública e particular de ensino”.

Segundo informou em nota enviada à Rádio Jornal, as autoridades médicas e sanitárias do Comitê realizam avaliações diárias sobre a evolução da pandemia no município e orientam a Administração Municipal sobre as medidas necessárias de acordo com o cenário apresentado”.

As aulas na rede municipal de forma presencial começaram no último dia 8 de fevereiro. Segundo o último balanço divulgado de casos de Covid-19 na rede de ensino municipal (10.03), os casos positivos entre profissionais somaram 36 em pouco mais de um mês de aulas. A cidade também afirma que foram confirmados cinco casos de Covid-19 positivos em alunos de escolas ou creches. São 30 escolas com casos de Covid-19 somente na rede de ensino do município.  Além disso, são 279 exames negativos entre profissionais que atuam em escolas ou creches do município; 12 profissionais estão com exame agendado e 11 aguardando resultado.

Nesta semana a Prefeitura de Indaiatuba foi obrigada a fechar a Creche Professor Oswaldo Antônio Tuon, no Jardim Alice, por surto da doença. Na unidade três monitoras que atuam em dois períodos foram diagnosticadas com a doença. ( Colaborou Gil Nunes).

Indaiatuba terá mudanças na coleta de lixo domiciliar

Por Joseane Miranda

Indaiatuba terá mudanças na coleta de lixo domiciliar. Esta alteração começa a valer o dia 15. Algumas regiões terão a frequência da coleta ampliada de dois para três dias na semana. Mais de 60 bairros sofrerão mudanças nos dias e horários do recolhimento de lixo.

Os moradores deve ficar atentos às mudanças. Cada munícipe pode ajudar a manter a cidade mais limpa colocando o lixo para fora somente nos dias específicos e no início de cada turno de coleta em seu bairro, às 6h para o período diurno e às 17h para o recolhimento noturno. Aos sábados, o turno da noite inicia uma hora mais cedo, às 16h.

Embalar corretamente o lixo também é uma forma da população colaborar, cuidando da saúde e da segurança dos coletores. Para evitar acidentes durante a realização do serviço, a dica é colocar agulhas e cacos de vidros dentro de uma garrafa pet ou em demais embalagens rígidas (como as de produtos de limpeza), visando impedir o contato direto dos profissionais com o material que podem perfurar ou cortar a pele.

Indaiatuba a cidade possui mais de 35 ilhas ecológicas para o descarte de matérias recicláveis como papéis e papelão, latas de alumínio, plásticos em geral, vidros, isopor, entre outros. É possível ainda depositar óleo de cozinha usado, desde que acondicionado em garrafa pet e bem vedado para não vazar.
A municipalidade oferece gratuitamente a destinação de materiais inertes, como entulhos de obras, podas, matérias, eletroeletrônicos e grandes objetos no Ecoponto João Pioli, que fica na avenida Artes e Ofícios. O local funciona todos os dias, inclusive nos finais de semana, das 7h às 19h.

NOVO CRONOGRAMA DE COLETA DOMICILIAR
(Os bairros não relacionados, permanecem com a coleta inalterada.)
PERÍODO NOTURNO
Segunda a sexta – a partir das 17h
Sábado – a partir das 16h
Segunda, quarta e sexta-feira
Distrito Industrial; Jardim Flórida; Vila Costa e Silva; Recreio Campestre Joia; Jardim do Sol; Jardim Nely; Jardim Oliveira Camargo; Vila Brizzola; Jardim Rêmulo Zoppi; Jardim Nova Indaiá; Jardim Pedroso; Vila São José; Jardim Belo Horizonte; Jardim Adriana; Jardim Pompeia; Jardim Califórnia; Jardim do Vale; Vila Bergamo; Bartolomai; Jardim Bom Princípio; Jardim Pau Preto; Jardim Umuarama; Jardim Santa Cruz; N. Hab. Brd. Faria Lima (CECAP); Jardim Eldorado; Vila Mariana; Jardim Kyoto; Jardim Patrícia; Jardim Tropical e Vila Mercedes.
Terça, quinta e sábado
Vila Todos os Santos; Jardim Europa; Vila Suíça; Centro; Jardim Bela Vista; Jardim Dom Bosco; Vila Areal; Jardim Maringá; Vila Avaí; Chácaras Areal; Chácara Belvedere; Portal das Acácias; Vila Panorama; Jardim Res. Santa Clara; Jardim Maison Du Parc; Jardim Vila Romana; Vila Borghese; Jardim Regente.

PERÍODO DIURNO
A partir das 06h
Terça, quinta e sábado
Jardim Res. Sabiás; Jardim Res. Maria Dulce; Jardim Montreal Residence; Europark Comercial; Jardim Res. Dona Lucilla; Mosteiro de Itaici; Campo Bonito; Dona Maria José Residencial; Caminho da Luz; Jardim Res. Terra Nobre; Rec. Campestre Aldrovandia; Jardim Esplanada I; Altos da Bela Vista; Jardim Morumbi; Jardim Esplanada II; Jardim Vila Paradiso; Terra Magna; Colinas de Indaiatuba; Jardim Amstalden Residence; Brescia Residencial; Residencial Beira da Mata.
Segunda, quarta e sexta-feira
Jardins do Império; Jardim Veneza; Nova Veneza; Jardim Regina; Jardim Monte Verde; Jardim Portal do Sol; Jardim Park Real
Segunda e quinta-feira
Museu da Água / Marginal Sul (plastek / Museu da Água) / Plastek; Chácaras Alvorada; Helvetia Country
Terça e sexta-feira
Sítios de Recreio Colina; Traviú

Unidades Básicas de Saúde fecham a partir de amanhã em Indaiatuba

A Prefeitura de Indaiatuba vai fechar todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) a partir de amanhã, dia 23 de dezembro. As UBS seguem o decreto municipal de recesso de fim de ano da Prefeitura, autarquias e fundações. xO retorno ao atendimento se dará apenas no dia 4 de janeiro de 2021.

O Hospital Dia ficará aberto com equipes de saúde oferecendo os serviços que são disponibilizados nas UBS, anuncia a Prefeitura. O fechamento ocorre em período de aumento dos casos de coronavírus na cidade. Até ontem eram 284 óbitos de moradores e outras 16 mortes de não residentes. O número de mortes de não residentes aparece no gráfico distribuído pela prefeitura nos boletins diários sobre a Covid-19.

Segundo explicou o poder público local, a abertura do Hospital Hospital Dia no período de recesso tem como objetivo manter o atendimento para aliviar a demanda do Pronto Socorro do Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

O atendimento no Hospital Dia será para realização de consultas e procedimentos de baixa complexidade como: renovação de receitas, atendimento médico e de enfermagem para pacientes com sintomas clínicos e respiratórios, curativos, entre outros.

Durante esse período, haverá ainda a entrega de medicamentos receitados nos serviços de urgências e emergências através da farmácia da UPA, com funcionamento de 24 horas.

Para os pacientes com sintomas respiratórios que forem atendidos no Hospital Dia os medicamentos serão entregues no próprio local, além dos prescritos pelo Minha Saúde Covid/ Telemedicina.

O funcionamento no Hospital Dia durante este período ficou assim. O atendimento será nos dias 23, 28, 29 e 30 de dezembro das 7h às 17h.

Na véspera de Natal e Ano Novo , dia 24 e 31 de dezembro, o horário de atendimento será das  7h às 12h.

A UPA  e HAOC (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) funcionam todos os dias durante 24 horas.

Crédito: Foto: Arquivo – Eliandro Figueira RIC/PMI

Cidade registra mais 6 óbitos pela Covid-19

Indaiatuba confirmou mais seis óbitos positivos para a Covid-19 nesta sexta-feira (18). Cinco vítimas são do sexo masculino e uma do sexo feminino.

As mortes registradas ontem (17) e confirmadas hoje foram de: um homem, 77 anos, internou em 27/11 e não tinha comorbidades; masculino, 74 anos, internou em 27/11 – antecedentes de câncer de próstata, masculino, 51 anos, internou 09/12 – antecedentes de hipertensão. Essas mortes ocorreram no Haoc.

Outro óbito registrado ontem que ocorreu no Hospital Samaritano em Campinas foi também de um homem, 80 anos, internou em 15/12 – antecedentes de hipertensão e diabetes.

Em Campinas no Hospital Samaritano foi registrada hoje (18) a morte de uma mulher 63 anos, internou em 04/12 – antecedentes de hipertensão e diabetes. O sexto óbito ocorreu no Haoc também nesta sexta-feira paciente masculino, 45 anos, internou em 04/12 – antecedentes de obesidade grau I.

Hoje houve o registro de mais 292 notificações suspeitas (entre hospitais, laboratórios particulares e unidades de saúde), 27 casos positivos e 145 descartados.

Desde o início da pandemia, 10.830 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 10.505 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar; 278 evoluíram a óbito e 1.247 casos suspeitos aguardam resultados.

Na data de hoje há 78 internados, dos quais 47 estão confirmados para Covid-19. Do total, 46 estão em leitos clínicos e 32 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos clínicos no Haoc é de 77% e Santa Ignês 64%.

A UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Haoc funciona com 83%; Santa Ignês tem 70% e a UTI Externa está com 63% de ocupação.

A Secretaria de Saúde informou que o Hospital Santa Ignês aumentou os leitos disponíveis para a UTI hoje. De 2 subiu para 10.

125 pessoas foram internadas em 17 dias com Síndrome Respiratória, no Haoc

0

Por Gil Nunes

O Haoc – Hospital Augusto de Oliveira, referência em atendimento SUS em Indaiatuba, chegou hoje, dia 17, a 125 internações de pacientes com Síndrome Respiratória. É o mesmo número registrado em setembro, mas naquele mês em 30 dias. Agora em dezembro a média diária de internações está em 7,35 e é a maior desde o início da pandemia em março. No mês de julho ocorreram 200 internações e a média diária ficou em 6,45. Se os números continuarem neste patamar diário o Haoc deve chegar a 230 internações em dezembro.

No Boletim divulgado hoje pela Prefeitura não há registro de óbitos de moradores de Indaiatuba em decorrência da Covid-19, mas os números de dezembro preocupam, pois em 17 dias já são 21 mortes causadas pela doença. Durante o mês de novembro foram registrados 24 vítimas da Covid-19, em 30 dias e outubro foram 20 óbitos, portanto em dezembro já ocorreram mais mortes em função da covid-19 do que em 31 dias de outubro.

O boletim divulgado ainda mostra que maior faixa etária de pessoas contaminadas em Indaiatuba segue tendência do Estado e está entre 30 a 39 anos com 2.543 exames positivos para Covid-19, seguido de 40 a 49 anos com 2.076 pessoas. Até o momento foram diagnosticados 10.803 pessoas, sendo que 10.471 estão em recuperação ou já obtiveram alta médica. O que dá um índice de recuperação de 96,93% dos exames positivos.

Já a ocupação dos leitos disponíveis em Indaiatuba para tratamento de Síndrome Respiratória estão da seguinte maneira:
Enfermaria: Haoc: 94% / Santa Ignês: 50%
UTI: Haoc: 88% / Santa Ignês: 100% / Samaritano 88%

- Publicidade -

Postagens Recentes